Agenda / Cinema / Conteúdo de Apoio / Cultura, Lazer e Eventos

‘Fora da Caixa’ e ‘Ama-San’ são exibidos na Mostra CineTrabalho na Casa do Lago

Do Carta Campinas*

‘Ama-San’, de Cláudia Varejão

‘Ama-San’, de Cláudia Varejão

De 21 a 25 de maio, acontece no Espaço Cultural Casa do Lago, na Unicamp, a Mostra CineTrabalho. A Mostra CineTrabalho (Brazilian International Labour Film Festival – BILFF) é uma atividade de extensão universitária da UNESP – Universidade Estadual Paulista. O evento mescla as características de um festival de cinema com a disciplina das ciências sociais para oferecer conhecimento e uma visão crítica sobre o mundo do trabalho.

No total, a programação da Mostra, que também acontecerá na Faculdade de Filosofia e Ciências da Unesp, em Marília, exibirá 51 filmes de 27 países diferentes, entre documentários, ficções e animações.

Veja abaixo a programação completa com mais detalhes sobre os filmes que poderão ser vistos na Casa do Lago:

A MARCA DE UMA SOCIEDADE LIVRE
Robert Grieves
Reino Unido | 2017 | Animação | 2 minutos

SEGUNDA-FEIRA, 21 DE MAIO | 17H | Espaço Cultural Casa do Lago – UNICAMP | CAMPINAS

Esta animação explora o direito humano de formar sindicatos de trabalhadores. Começando com a revolução industrial, onde condições extremas de trabalho causaram muitas mortes, provocando o surgimento dos primeiros sindicatos do mundo.

POR CONTA PRÓPRIA – A SEGURANÇA SOCIAL EM MOÇAMBIQUE
Fábio Ribeiro
Moçambique | 2017 | Documentário | 27 minutos

SEGUNDA-FEIRA, 21 DE MAIO | 17H03 | Espaço Cultural Casa do Lago – UNICAMP | CAMPINAS

“Por conta própria – A Segurança Social em Moçambique” é um documentário produzido pela OIT – Organização Internacional do Trabalho sobre a extensão da cobertura da proteção social aos trabalhadores da economia informal em Moçambique.

FORA DA CAIXA
Edu MZ Camargo
Brasil | 2017 | Documentário | 15 minutos

SEGUNDA-FEIRA, 21 DE MAIO | 17H30 | Espaço Cultural Casa do Lago – UNICAMP | CAMPINAS

Fora da Caixa é sobre a arte de lutar contra moinhos de vento. Uma provocação. E o sabor do ar rarefeito das grandes ideias.

CUBEMAN
Linda Dombrovszky
Hungria | 2017 | Ficção | 18 minutos

SEGUNDA-FEIRA, 21 DE MAIO | 17H45 | Espaço Cultural Casa do Lago – UNICAMP | CAMPINAS

Um homem idoso não consegue aceitar que terá que se aposentar e, então, sua vida toma um rumo dramático quando ele percebe que não poderá terminar o trabalho de sua vida.

O RETORNO DE ERKIN
Maria Guskova
Rússia | 2015 | Ficção | 29 minutos

SEGUNDA-FEIRA, 21 DE MAIO | 18H03 | Espaço Cultural Casa do Lago – UNICAMP | CAMPINAS

Erkin saiu da prisão e deseja retomar a sua antiga vida, mas tudo mudou e ele não sabe se poderá viver como um homem livre.

AMA-SAN
Cláudia Varejão
Portugal, Japão, Suíça | 2016 | Documentário | 112 minutos

SEGUNDA-FEIRA, 21 DE MAIO | 19H00 | Espaço Cultural Casa do Lago – UNICAMP | CAMPINAS

Um mergulho, a luz do sol do meio-dia atravessa a água a pique. O ar que está nos pulmões terá que chegar até que se consiga arrancar o abalone das rochas do fundo do Oceano Pacifico e, finalmente, subir para respirar outra vez. Sem o auxílio de cilindro de ar ou outra ferramenta que potencie a capacidade de permanecer debaixo d’água, todo o corpo é convocado a atingir o seu limite. Estes mergulhos são dados no Japão há mais de 2000 anos pelas Ama-San, literalmente, mulheres do mar que na cultura japonesa ocupam um lugar especial, sendo reverenciadas e ao mesmo tempo, incompreendidas.

As Ama-San conquistaram o estatuto de colectoras e cuidadoras, questionando não só o papel da mulher na sociedade oriental como a própria natureza feminina. Este filme acompanha o quotidiano de três mulheres de idades distintas que há 30 anos mergulham juntas numa pequena vila pescadora da Península de Shima. Rodado entre o silencioso mundo subaquático e a vida rural no exterior, este olhar resulta num retrato único de uma tradição que está em vias de extinção. A média de idades das mulheres que hoje ainda mergulham situa-se entre os 50 e os 85 anos.

A ARCA
Leo Hyde
Filipinas | 2017 | Documentário | 6 minutos

TERÇA-FEIRA, 22 DE MAIO | 16H45 | Espaço Cultural Casa do Lago – UNICAMP | CAMPINAS

Quando desastres atingem as Filipinas, Anvic é um dos corajosos primeiros socorristas, deixando sua família para trás e correndo para o olho da tempestade. O documentário integra a Série “One Day”, um projeto produzido pela Internacional de Serviços Públicos, que tenta capturar um dia comum na vida extraordinária de trabalhadores do serviço público.

GUARDIÕES DA CIDADE
Leo Hyde
Itália | 2017 | Documentário | 9 minutos

TERÇA-FEIRA, 22 DE MAIO | 16H53 | Espaço Cultural Casa do Lago – UNICAMP | CAMPINAS

Enquanto turistas e moradores ainda dormem, Pascale e Emanuele já estão nas ruas para ajudar a manter Siena como uma das cidades mais bonitas do mundo. O documentário integra a Série “One Day”, um projeto produzido pela Internacional de Serviços Públicos, que tenta capturar um dia comum na vida extraordinária de trabalhadores do serviço público.

O PEIXE GRANDE
Leo Hyde
Indonésia | 2017 | Documentário | 7 minutos

TERÇA-FEIRA, 22 DE MAIO | 17H02 | Espaço Cultural Casa do Lago – UNICAMP | CAMPINAS

Depois de 20 anos de uma fracassada privatização da água, Daskim e seu sindicato ainda não desistiram da luta para trazer o abastecimento de água de volta para as mãos do povo de Jacarta. O documentário integra a Série “One Day”, um projeto produzido pela Internacional de Serviços Públicos, que tenta capturar um dia comum na vida extraordinária de trabalhadores do serviço público.

FORÇA PARA AS PESSOAS
Leo Hyde
Indonésia | 2017 | Documentário | 9 minutos

TERÇA-FEIRA, 22 DE MAIO | 17H10 | Espaço Cultural Casa do Lago – UNICAMP | CAMPINAS

Eko é um eletricitário e se orgulha de ser um trabalhador do setor público, pois isso significa que ele trabalha para fornecer um serviço para toda a sociedade. O fato de ser servidor em uma empresa pública de eletricidade faz com que o seu trabalho tenha um senso comunitário e não individualista. Como ativista sindical, Eko tem consciência de que a privatização não é apenas um problema indonésio. É uma questão global que deve ser enfrentada globalmente! O documentário integra a Série “One Day”, um projeto produzido pela Internacional de Serviços Públicos, que tenta capturar um dia comum na vida extraordinária de trabalhadores do serviço público.

TEM ALGUMA COISA NA ÁGUA
Leo Hyde
Grécia, França | 2016 | Documentário | 17 minutos

TERÇA-FEIRA, 22 DE MAIO | 17H20 | Espaço Cultural Casa do Lago – UNICAMP | CAMPINAS

Acompanhe a luta dos ativistas e sindicalistas gregos enquanto eles lutam contra a privatização de seus serviços públicos, imposta pela Troika. Produzido pela Internacional de Serviços Públicos, o filme centra-se na luta pela água pública em Salonica (Thessaloniki), onde, apesar de 98,2% dos eleitores optarem por manter o controle público, a Troika continua pressionando pela privatização, com a multinacional francesa Suez pronta para comprar uma parte significativa. No entanto, Yiorgos, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Água local, juntamente com sua ampla coalizão de ativistas e aliados ainda não estão jogando a toalha.

VOCÊ VERÁ QUE ESTOU CERTO
Saga Gärde
Suécia | 2016 | Documentário | 45 minutos

TERÇA-FEIRA, 22 DE MAIO | 17H28 | Espaço Cultural Casa do Lago – UNICAMP | CAMPINAS

O coletivo é a nossa única ferramenta elétrica. Magnus é um motorista de ônibus e um representante do sindicato na garagem de ônibus em Estocolmo, na Suécia. Seu engajamento aumenta à medida que o mercado de trabalho é desregulamentado e o modelo sueco enfraquecido. O que acontece quando o sindicato não garante emprego seguro e condições para viver uma vida digna? O que isso traz para uma sociedade? Dirigindo a noite pela cidade de Estocolmo, Magnus faz um discurso sobre os desafios de hoje quando os sindicatos estão sob ataque.

CORP.
Pablo Polledri
Argentina | 2016 | Animação | 9 minutos

TERÇA-FEIRA, 22 DE MAIO | 19H00 | Espaço Cultural Casa do Lago – UNICAMP | CAMPINAS

Ambição, exploração do trabalho, poluição do meio ambiente, degradação humana, mais-valia, corrupção e muito mais no incrível mundo do livre mercado!

CÚMPLICE
Heather White e Lynn Zhang
China, Estados Unidos da América | 2017 | Documentário | 89 minutos

TERÇA-FEIRA, 22 DE MAIO | 19H10 | Espaço Cultural Casa do Lago – UNICAMP | CAMPINAS

A China produz 90% dos eletrônicos de uso pessoal de todo o mundo. Segundo dados oficiais, a cada cinco horas, um trabalhador é envenenado pelos produtos químicos tóxicos utilizados na fabricação desses produtos. Mas especialistas afirmam que o número real é muito maior. Filmado sem despertar a atenção, ao longo de três anos, o documentário “Cúmplice” segue o ativista chinês Yi Yeting e outros ativistas que lutam para melhorar as condições nas fábricas. Enquanto luta contra sua própria leucemia induzida pelo trabalho, Yi Yeting ensina direito trabalhista a si mesmo para preparar uma contestação legal contra seus antigos empregadores. Além de enfrentar funcionários corruptos, os ativistas se infiltram em fábricas que fabricam produtos para algumas das maiores marcas do mundo, como a Apple, para conseguirem provas de condições de trabalho perigosas.

MARIAS
Edem Ortegal
Brasil | 2017 | Ficção | 15 minutos

QUARTA-FEIRA, 23 DE MAIO | 16H45 | Espaço Cultural Casa do Lago – UNICAMP | CAMPINAS

O Brasil ainda é uma colônia de exploração governada por escravocratas. Hoje é mais um dia de trabalho em que as Marias sonham com a liberdade, mas perdem a infância.

MONICA
Dimitris Argyriou
Alemanha, grécia | 2016 | Ficção | 5 minutos

QUARTA-FEIRA, 23 DE MAIO | 17H00 | Espaço Cultural Casa do Lago – UNICAMP | CAMPINAS

Monica queria ser cabeleireira quando era jovem. As coisas deram errado… e esta é a sua história. (Baseado em uma entrevista real com uma vítima do tráfico de mulheres).

CARMEN
Natalia Preston
Espanha | 2017 | Documentário | 16 minutos

QUARTA-FEIRA, 23 DE MAIO | 17H06 | Espaço Cultural Casa do Lago – UNICAMP | CAMPINAS

Sacrifício, uma história de amor, saudade e uma vida difícil longe de casa: Carmen é um retrato pungente e sincero de uma mulher que segue seu coração da Venezuela até Madri, na Espanha, mas encontra uma dura realidade. O homem que ela seguiu se foi e seus dias são longos, solitários e difíceis. Ela ganha a vida cantando nas estações de metrô de Madri, onde o subterrâneo urbano se torna seu mundo, e a música da Venezuela continua sendo sua fiel companheira. Carmen compartilha a esperança e suas canções, que ela canta com as pessoas que passam por ela no metrô. As músicas a transportam de volta para as memórias de seus filhos, o amor inatingível e uma vida deixada para trás, na Venezuela. Apesar das dificuldades e mágoas, ela está conectada às pessoas através da música e do amor que ela sente através da música, que lhe dá força e dignidade e a motiva para tentar ser um exemplo e uma embaixadora da humanidade para aqueles ao seu redor.

UM MINUTINHO
Javier Macipe
Espanha | 2016 | Ficção | 8 minutos

QUARTA-FEIRA, 23 DE MAIO | 17H23 | Espaço Cultural Casa do Lago – UNICAMP | CAMPINAS

Maria passa os dias tentando conseguir assinaturas para mudar uma lei que ela considera injusta, mas ninguém tem um minuto para ouvi-la. Quando ela começa a ficar desesperada ela conhece Alejandro, que tem um presente para ela.

M.A.M.O.N. (MONITOR AGAINST MEXICANS OVER NATIONWIDE)
Alejandro Damiani
Uruguai, México | 2016 | Animação | 5 minutos

QUARTA-FEIRA, 23 DE MAIO | 17H32 | Espaço Cultural Casa do Lago – UNICAMP | CAMPINAS

Enquanto Trump é submetido a uma cirurgia, um portal se abre para uma outra realidade. Os latinos residentes nos Estados Unidos se veem transportados ao deserto na fronteira, dividido por um muro. Ali se desenvolve uma batalha épica entre um robô mecha, controlado por Trump, e vários mexicanos estereotipados.

SOLIDARIEDADE ATRAVÉS DAS FRONTEIRAS
Leo Hyde
Líbano | 2017 | Documentário | 7 minutos

QUARTA-FEIRA, 23 DE MAIO | 17H38 | Espaço Cultural Casa do Lago – UNICAMP | CAMPINAS

Depois que os refugiados sírios fogem da guerra eles se estabelecem na comunidade de Georges, no Líbano. Ele e seu sindicato trabalham para garantir que todos tenham acesso a água potável segura e saneamento. O documentário integra a Série “One Day”, um projeto produzido pela Internacional de Serviços Públicos, que tenta capturar um dia comum na vida extraordinária de trabalhadores do serviço público.

SONS E SILÊNCIO
Leo Hyde
Itália | 2017 | Documentário | 8 minutos

QUARTA-FEIRA, 23 DE MAIO | 17H46 | Espaço Cultural Casa do Lago – UNICAMP | CAMPINAS

Arabella nos dá uma visão sobre a paciência e a sensibilidade, necessárias para ajudar a desenvolver os mais novos membros da sociedade. O documentário integra a Série “One Day”, um projeto produzido pela Internacional de Serviços Públicos, que tenta capturar um dia comum na vida extraordinária de trabalhadores do serviço público.

DOUTOR ATIVISTA
Leo Hyde
Chade | 2017 | Documentário | 8 minutos

QUARTA-FEIRA, 23 DE MAIO | 19H00 | Espaço Cultural Casa do Lago – UNICAMP | CAMPINAS

Depois de ajudar a condenar o ex-ditador do Chade pelos crimes de guerra cometidos, Dr. Younous mantém a luta pelos direitos sindicais e assistência médica para todos, em um dos regimes mais repressivos da África. O documentário integra a Série “One Day”, um projeto produzido pela Internacional de Serviços Públicos, que tenta capturar um dia comum na vida extraordinária de trabalhadores do serviço público.

INTACTO
Johannes Bachmann
Suíça | 2017 | Ficção | 14 minutos

QUARTA-FEIRA, 23 DE MAIO | 19H09 | Espaço Cultural Casa do Lago – UNICAMP | CAMPINAS

Bruno trabalha em uma fábrica com uma máquina que repete a mesma sequência a cada quatro segundos. Sua vida cotidiana monótona de repente sai da linha quando seu filho aparece na fábrica para trabalhar ao seu lado. Bruno luta para que seu filho tome um caminho diferente na vida.

16 SEMANAS
Carlota Coronado
Espanha | 2017 | Ficção | 5 minutos

QUARTA-FEIRA, 23 DE MAIO | 19H25 | Espaço Cultural Casa do Lago – UNICAMP | CAMPINAS

Vanessa é a candidata perfeita para a vaga, mas…

TODOS OS DIAS
Philippe Orreindy
França | 2017 | Ficção | 14 minutos

QUARTA-FEIRA, 23 DE MAIO | 19H31 | Espaço Cultural Casa do Lago – UNICAMP | CAMPINAS

Françoise é diretora de uma empresa. Ela está sob a perversa pressão psicológica de seu superior, mas é real ou seria apenas uma alucinação causada por sua angústia?

TERRAFORM
Sil van der Woerd e Jorik Dozy
Reino Unido, Holanda, Indonésia, Singapura | 2017 | Documentário | 5 minutos

QUARTA-FEIRA, 23 DE MAIO | 19H46 | Espaço Cultural Casa do Lago – UNICAMP | CAMPINAS

“Terraform” conta a história real das dificuldades e sacrifícios que fazem os trabalhadores das minas de enxofre de KawahIjen (Indonésia) para manterem suas famílias.

CEREST CAMPINAS – 30 ANOS DE HISTÓRIA
Tomas May e Michel Belletatti
Brasil | 2017 | Documentário | 18 minutos

QUARTA-FEIRA, 23 DE MAIO | 19H52 | Espaço Cultural Casa do Lago – UNICAMP | CAMPINAS

O CEREST Campinas (Centro de Referência em Saúde do Trabalhador de Campinas) completou 30 anos de serviços em saúde do trabalhador. O documentário apresenta entrevistas com ex- e também atuais servidores públicos, de diferentes áreas da saúde, que contribuíram para a construção dos 30 anos de história da instituição, abordando, em paralelo, o desenvolvimento dos direitos e das políticas públicas de Saúde do Trabalhador no Brasil.

JUSTIÇA, UM SERVIÇO PÚBLICO
Leo Hyde
Chade | 2017 | Documentário | 7 minutos

QUINTA-FEIRA, 24 DE MAIO | 16H45 | Espaço Cultural Casa do Lago – UNICAMP | CAMPINAS

Como assistente jurídica pública para vítimas de estupro e abuso no Chade, Demba usa a lei para combater as injustiças – enquanto luta para manter sua esperança. O documentário integra a Série “One Day”, um projeto produzido pela Internacional de Serviços Públicos, que tenta capturar um dia comum na vida extraordinária de trabalhadores do serviço público.

A CORREÇÃO
Leo Hyde
Estados Unidos da America | 2017 | Documentário | 10 minutos

QUINTA-FEIRA, 24 DE MAIO | 16H53 | Espaço Cultural Casa do Lago – UNICAMP | CAMPINAS

Diante da opinião pública, Chelsea destaca as qualidades humanas e o cuidado com os outros necessários para seu trabalho como agente penitenciária. O documentário integra a Série “One Day”, um projeto produzido pela Internacional de Serviços Públicos, que tenta capturar um dia comum na vida extraordinária de trabalhadores do serviço público.

PERFILADOS
Kathleen Foster
Estados Unidos da America | 2016 | Documentário | 52 minutos

QUINTA-FEIRA, 24 DE MAIO | 17H05 | Espaço Cultural Casa do Lago – UNICAMP | CAMPINAS

“Perfilados” combina as histórias de mães de jovens negros e latinos desarmados, que foram assassinados por policiais da cidade de Nova York, em uma poderosa denúncia de discriminação racial e brutalidade policial, colocando-os dentro do contexto histórico das raízes do racismo nos Estados Unidos.

A MARCHA DAS MULHERES DO CHADE
Leo Hyde
Chade | 2017 | Documentário | 5 minutos

QUINTA-FEIRA, 24 DE MAIO | 19H00 | Espaço Cultural Casa do Lago – UNICAMP | CAMPINAS

Siga a luta de Adjoujiu para organizar a primeira Marcha das Mulheres do Chade – pelos direitos dos trabalhadores, em face de um regime opressivo. O documentário integra a Série “One Day”, um projeto produzido pela Internacional de Serviços Públicos, que tenta capturar um dia comum na vida extraordinária de trabalhadores do serviço público.

UM SENTIMENTO MAIOR QUE O AMOR
Mary Jirmanus Saba
Líbano | 2017 | Documentário | 93 minutos

QUINTA-FEIRA, 24 DE MAIO | 19H06 | Espaço Cultural Casa do Lago – UNICAMP | CAMPINAS

Em sua estreia como diretora, Mary Jirmanus Saba aborda uma revolução esquecida, salvando do esquecimento duas greves sangrentas em fábricas libanesas de tabaco e chocolate. Esses eventos da década de 1970, que realizaram a promessa de uma revolução popular e, com ela, da emancipação das mulheres, foram apagados da memória coletiva pela guerra civil do país (1975-1990). O documentário é rico em imagens de arquivo da tradição militante do cinema libanês, reconstruindo o espírito dessa revolta e perguntando ao passado como podemos transformar o presente.

NÃO FAÇA RODEIOS
Luisde Céspedes e Andrés Cámara
Espanha | 2017 | Ficção | 3 minutos

SEXTA-FEIRA, 25 DE MAIO | 16H45 | Espaço Cultural Casa do Lago – UNICAMP | CAMPINAS

Enquanto a crise castiga severamente os setores mais pobres da sociedade, Dolores e Manuel acreditam ter encontrado uma saída. Talvez, não seja a correta, mas é melhor… que não faça rodeios. Se pode acostumar a tudo… menos a ficar sem comer.

GERAÇÃO À DERIVA
Stella Nikoletta Drossa
Grécia, Alemanha | 2017 | Documentário | 91 minutos

SEXTA-FEIRA, 25 DE MAIO | 16H50 | Espaço Cultural Casa do Lago – UNICAMP | CAMPINAS

Um grupo de cinco jovens mulheres, filhas de imigrantes gregos na Alemanha, voltou a estudar na terra natal de seus pais. Em meio a uma sociedade que se desfaz devido à crise econômica, as mulheres estão tentando construir sua existência. Mas a crise não poupa ninguém. Nem a psicóloga nem a engenheira civil, nem menos a diretora que mora em Berlim e que, repentinamente, acaba vendo a si mesma no meio da realidade grega.

OURO NAS CINZAS
Magali Roucaut
França | 2018 | Documentário | 24 minutos

SEXTA-FEIRA, 25 DE MAIO | 19H00 | Espaço Cultural Casa do Lago – UNICAMP | CAMPINAS

Um ex-funcionário retorna, repetidamente, à fábrica abandonada em que ele trabalhou durante anos. Ao observá-lo através do seu estranho ritual nas roupas de trabalho que ele costumava usar, seguimos o caminho labiríntico de suas memórias.

O NÓ DA CANA TAMBÉM DÁ GARAPA
Marco Escrivão
Brasil | 2017 | Documentário | 22 minutos

SEXTA-FEIRA, 25 DE MAIO | 19H25 | Espaço Cultural Casa do Lago – UNICAMP | CAMPINAS

Um filme de andanças e memórias. Através dos causos e prosas de Helvio Tamoio, O Nó Da Cana Também Dá Garapa percorre a história da Usina Tamoio no interior do Estado de São Paulo: a monocultura canavieira, o desenvolvimentismo desenfreado e os trabalhadores expulsos de sua terra natal.

OCUPAR, RESISTIR, PRODUZIR – RIMAFLOW
Dario Azzellini e Oliver Ressler
Itália | 2014 | Documentário | 34 minutos

SEXTA-FEIRA, 25 DE MAIO | 19H50 | Espaço Cultural Casa do Lago – UNICAMP | CAMPINAS

A Maflow, uma produtora multinacional de autopeças sediada em Milão, fechou suas instalações de produção em 2009, com a proprietária Italian Lifestyle Partners enfrentando acusações de fraude judicial. Os funcionários começaram uma luta para reabrir a fábrica sob o controle dos próprios trabalhadores. Em 2013, eles ocuparam a fábrica e, desde então, 20 trabalhadores participam em tempo integral do projeto, reinventando-se completamente a si mesmos e também a fábrica, que eles renomearam RiMaflow. Aplicando o conceito de uma “fábrica aberta”, os trabalhadores começaram a reciclar computadores e dispositivos eletrônicos domésticos, abriram um bar e lanchonete e organizaram um mercado de pulgas, além de atividades culturais com a comunidade local. Eles também construíram alianças com produtores agrícolas orgânicos locais, criando um grupo para compras solidárias.

*Publicado originalmente no Carta Campinas.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*