Acesso à Informação / Cidadania / Conteúdo de Apoio / Debates / Em debate / Notícias

10ª aula do Curso Livre ‘O Golpe de 2016 e o Futuro da Democracia no Brasil’ será realizada no Auditório da ADunicamp

O S/A Studio ADunicamp, programa de comunicação multimídia da ADunicamp, recebe e transmite ao vivo, no próximo dia 10 de abril, a 10ª aula do Curso Livre “O Golpe de 2016 e o Futuro da Democracia no Brasil”.

Com o título “Mudanças culturais e simbólicas que abalam o Brasil”, a aula será ministrada pelo professor Marcelo Ridenti e será mediada pelo professor Michel Nicolau, ambos do Departamento de Sociologia da Unicamp.

A aula, aberta ao público, vai ser ministrada a partir das 17h, com encerramento previsto para as 19h, no Auditório da ADunicamp, e será transmitida ao vivo pelo site da ADunicamp e pelo canal no youtube.

O Curso Livre, promovido por professores do IFCH da Unicamp, foi iniciado no dia 12 de março com a aula “A caracterização de golpe de Estado na teoria política”, a cargo do professor Álvaro Bianchi, do Departamento de Ciências Políticas, e ainda terá mais 19 aulas até o seu encerramento, previsto para o dia 30 de junho.

A diretoria da ADunicamp atendeu à solicitação de realizar esta aula em seu Auditório, e atribuiu-lhe o selo “S/A Studio ADunicamp”, por avaliar que o tema é de interesse público, para a comunidade acadêmica e para a sociedade em geral.

***

SOBRE A AULA

Dia 10 de abril de 2018
Horário: 17h – 19h
Local: Auditório da ADunicamp (Av. Érico Veríssimo, 1479 – Campus da Unicamp)

Mudanças culturais e simbólicas que abalam o Brasil
Professor Marcelo Ridenti (Departamento de Sociologia, Unicamp)
Mediação: Professor Michel Nicolau (Departamento de Sociologia, Unicamp)

Ementa: Apesar de envolver toda a sociedade, a dinâmica social e política da crise por que passa a democracia brasileira é dada pelas lutas sociais que mobilizam as classes médias escolarizadas. Um forte indício nesse sentido está na composição social das manifestações de rua a partir de 2013 e outros dados analisados no artigo, como o acesso crescente ao ensino superior, resultado de mudanças culturais e simbólicas nos últimos anos, sem que tenha havido transformações estruturais.

Bibliografia de referência:
SINGER, André. Os sentidos do lulismo: reforma gradual e pacto conservador. São Paulo: Companhia das Letras, 2012.
RIDENTI, Marcelo. “Indústria cultural e imprensa no Brasil da era digital”. In: PARDO ABRIL, Neyla Graciela (org.). Semiótica: comunicación, cultura y cognición. Bogotá: Univerdidad Nacional de Colombia; Federación Latinoamericana de Semiótica, 2017, pp. 89-110.
RIDENTI, Marcelo. “Brasil, junio de 2013: la historia de nuevo en las calles” e “La hora y la vez de los jóvenes en Brasil”. Fundación Mapfre Historia, Madri. dezembro de 2013. Blog Debate y Perspectivas.
A aula do professor Ridenti compõe o programa do curso livre, cuja programação completa pode ser acessada aqui.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*